Pesquisa de satisfação: confira 6 benefícios em aplicá-la

A pesquisa de satisfação é uma das ferramentas mais importantes do departamento de recursos humanos. Ela consiste, basicamente, na aplicação de questionários a respeito da rotina operacional dos empregados.

Pesquisa-de-satifacaoPor meio dos resultados, os profissionais do RH podem mensurar o índice de eficiência das estratégias de gestão da empresa, além de obter conhecimento a respeito do ambiente de trabalho, do relacionamento entre os colaboradores, da carga horária, das possíveis melhorias, das reclamações, entre outros aspectos.

O objetivo é diagnosticar a saúde do negócio e utilizar as informações para trazer melhorias para o ambiente laboral. Por isso, neste post, você conhecerá o momento ideal para aplicar uma pesquisa de satisfação e quais são seus principais benefícios. Acompanhe!

Quando aplicar uma pesquisa de satisfação?

O momento ideal para utilizar este artifício é quando começa se tornar perceptível que os funcionários estão insatisfeitos com 1 ou mais aspectos da gestão do empreendimento.

É claro que a pesquisa de satisfação interna também tem o papel de medida preventiva, podendo ser aplicada pelo menos 1 vez por ano, por exemplo, para que levantamentos minuciosos sejam obtidos.

Quais são os benefícios de uma pesquisa de satisfação?

Confira os principais benefícios que a pesquisa de satisfação pode oferecer à organização:

1. Identificar e resolver conflitos

Onde existem pessoas trabalhando em conjunto sempre haverá problemas e conflitos. Isso é algo comum e não deve ser tratado como um tabu. No entanto, não significa que o RH não deve tomar as devidas providências para resolvê-los. Afinal, ignorar o problema só fará com que ele crie raízes e gere impactos ainda mais negativos no futuro.

Nesse contexto, a pesquisa de satisfação é uma poderosa ferramenta para identificar possíveis divergências que nem sempre estão evidentes entre os funcionários. Com base nos dados obtidos, pode-se aplicar estratégias para eliminar os conflitos e estimular o trabalho em equipe.

Vale ressaltar ainda que, com base na análise de satisfação interna, é possível implementar as melhores práticas para resolução de conflitos, como:

  • dinâmicas em grupo;
  • reuniões corporativas para expor e resolver problemas;
  • identificação de comportamentos abusivos no ambiente de trabalho;
  • formação de parcerias entre colaboradores que têm mais afinidade;
  • entre outras medidas necessárias para minimizar qualquer tipo de rixa entre os funcionários que acabam impactando indiretamente a produtividade e os resultados da empresa.

2. Aumentar a produtividade

O cotidiano operacional de uma empresa é palco para muitas preocupações e desafios, gerando situações com as quais o time de gestores nem sempre está apto a lidar, principalmente em tempos modernos e complexos como os atuais.

Portanto, uma avaliação interna pode ser a oportunidade perfeita para que os indivíduos exponham suas dificuldades, além de saberem que a organização está agindo para apoiá-los — o que gera um ambiente laboral humanizado e agradável.

Quando aplicada com efetividade, a pesquisa de satisfação pode proporcionar as ferramentas e as informações para que as medidas necessárias, para aumentar a produtividade da equipe como um todo, sejam implementadas na rotina operacional do empreendimento.

3. Minimizar a rotatividade

Independentemente de qual seja o porte ou o segmento de atuação da empresa no mercado, é fato que todo ano há uma considerável porcentagem de funcionários que abandonam voluntariamente seus empregos, causando um alto índice de rotatividade e aumentando a defasagem nos processos.

Além disso, a rotatividade afeta diretamente os custos do empreendimento, que precisa arcar com processos seletivos de novos empregados, treinamentos, rescisões, sem mencionar a perda de posição competitiva em um mercado complexo como o atual.

Uma análise de satisfação interna é capaz de melhorar a tomada de decisões e implementar estratégias para melhorar o clima organizacional, reduzindo as saídas voluntárias e tornando a empresa mais atrativa para seus funcionários.

4. Fortalecer a gestão

Com dados assertivos a respeito do contentamento dos empregados, é possível acessar informações sobre o desempenho da gestão. Por exemplo: pode-se saber se a liderança tem apoiado o time, oferecido orientação e estímulo e agido de modo que promove a autonomia.

Além disso, as informações a respeito do que os empregados pensam a respeito da liderança da empresa podem ser úteis para que os gestores eliminem práticas de organização equivocadas e implementem melhores táticas de gerenciamento.

Lembre-se: uma boa gestão não consiste apenas em dar ordens e esperar pelos resultados de braços cruzados. É preciso se envolver com o seu time, entender as dores e as potencialidades de cada colaborador e estimular o espírito de unidade, tornando a equipe muito mais forte e saudavelmente competitiva.

5. Reduzir as ausências

As ausências no período convencional (também conhecidas como faltas, saídas antecipadas e atrasos) estão diretamente ligadas às quedas de produtividade da empresa. Para reduzir o índice de ausências, nada melhor do que aplicar uma pesquisa de satisfação para identificar suas causas.

Entre as mais comuns, podemos citar:

  • lideranças autoritárias;
  • clima organizacional negativo;
  • e falta de estímulo para as tarefas operacionais.

A ideia é utilizar as informações obtidas na pesquisa de satisfação para promover melhorias significativas no ambiente de trabalho. Assim os funcionários o encaram como um local agradável e produtivo.

6. Otimizar a reputação do negócio

Por fim, vale mencionar que, quando os colaboradores estão satisfeitos com a empresa, tendem a falar bem dela e a atender os clientes e os fornecedores com mais empenho, gerando uma otimização na credibilidade e na reputação do negócio.

Portanto, é imprescindível cuidar bem dos seus funcionários e demonstrar sua importância na corporação, já que eles são os principais responsáveis pelo funcionamento e, consequentemente, pela sua projeção no mercado.

Como você pôde conferir neste post, uma pesquisa de satisfação é uma das ferramentas fundamentais para garantir bons resultados e um ótimo desempenho organizacional.

Esse tipo de recurso é mais do que um mero capricho do departamento de recursos humanos e deve ser encarado como a devida relevância que tem para a empresa.

Lembrando que, para que uma pesquisa de satisfação gere resultados precisos, os funcionários precisam saber que não serão hostilizados ou expostos. Afinal, se as respostas dos questionários não forem sinceras, o processo perderá seu propósito.

Agora que você já sabe o que é pesquisa de satisfação, como aplicá-la e quais são os seus principais benefícios, não deixe de conferir também como diminuir o índice de turnover da empresa!