Entenda como manter a calma em situações de estresse!

Um cotidiano organizacional atribulado pode até ter a capacidade de fazer profissionais se sentirem úteis e estimulá-los a superar os seus limites. Entretanto, tais exigências requerem que esses mesmos colaboradores saibam como manter a calma em situações de estresse, isso irá prevenir que eles atinjam os altos níveis de estafa, tão comuns atualmente.

Pessoas acometidas por estresse podem apresentar uma série de distúrbios que prejudicam não somente a sua saúde, como também a produtividade, o desempenho de uma equipe e até os resultados de uma empresa como um todo. Acompanhe o post a seguir, saiba mais sobre esse mal que assola a sociedade e veja o que fazer para preveni-lo. Boa leitura!

Quais são as situações que mais causam estresse?

A Isma (International Stress Management Association), organização dedicada à pesquisa sobre estresse, mostrou por meio de estudos que o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de países com o maior número de profissionais que sofrem com esse problema.

De acordo com os dados, nove em cada dez brasileiros atuantes no mercado de trabalho apresentam sintomas de ansiedade, do menor ao maior grau. Os números ainda apontam que 47% sofrem com depressão, sendo que em 14% dos casos a doença é recorrente.

O Ministério da Previdência Social aponta que os transtornos mentais e emocionais se tornaram a segunda causa de afastamento do trabalho. E a concessão do auxílio-doença acidentário devido a tais problemas aumentou em quase 20 vezes nos últimos dez anos.

A competitividade exigida pelo mercado faz com que diversas organizações busquem alcançar resultados de excelência a qualquer custo. Assim, elas demandam de seus colaboradores esforços cada vez maiores para que as metas sejam atingidas.

Com isso, excesso de tarefas, dificuldades em conciliar vida profissional com pessoal, conflitos interpessoais, insatisfação com o ambiente organizacional e com a infraestrutura do local de trabalho, entre outras questões, não são situações raras de se encontrar.

Banner_EvitarConflitos

Esses fatores trazem à tona frustração, esgotamento e exaustão no âmbito corporativo. A pressão e a intensa carga de trabalho podem gerar desconfortos, acarretar em comportamentos inadequados e contraproducentes como revolta, displicência, pouca ou nenhuma colaboração com o time, etc.

A falta de flexibilidade em algumas empresas, a grande quantidade de regras e a falta de oportunidade de crescimento, aliadas aos problemas pessoais, são mais fatores que auxiliam no surgimento do estresse. Por essa razão, é importante estar atento não apenas no ambiente organizacional, como também nos colaboradores de maneira individual.

Como manter a calma em situações de estresse?

Para conquistar a tranquilidade, mesmo em situações difíceis, é fundamental entender que existem situações cujas soluções estão fora do nosso alcance. Saber identificar quando devemos agir para resolver e quando devemos aceitar que não temos influência sobre a questão é muito importante.

Após essa distinção, várias medidas podem ser tomadas a favor da nossa razão e das nossas emoções. Fizemos uma lista com algumas delas. Observe!

Desenvolva inteligência emocional

Para ter inteligência emocional você deve entender que não deve reagir de imediato a todos os estímulos que recebe. Muitas vezes, é bom parar e refletir um pouco sobre o que se coloca à sua frente, principalmente se aquilo é capaz de tirar a sua paciência.

Em um ambiente de trabalho é muito comum ter pessoas com posições e opiniões diferentes, a própria política ou cultura da empresa pode não estar de acordo com o que se deseja individualmente. No entanto, agir com autocontrole e ter empatia são elementos fundamentais para quem deseja manter a sanidade e construir boas relações com os colegas.

Cuide de sua saúde

Existe um famoso ditado que diz “você é o que você come” e, cada vez mais, pesquisas e estudos têm comprovados essa realidade — afinal, mente e corpo estão interligados. Por esse motivo, busque desenvolver hábitos saudáveis, como ter uma alimentação balanceada.

Além disso, nunca abra mão de praticar exercícios físicos. Uma simples caminhada de 30 minutos, de três a cinco vezes na semana, por exemplo, já é capaz de aliviar a pressão do dia a dia. Dormir bem e ter momentos de lazer também são hábitos indispensáveis.

Seja resiliente

Ter resiliência significa ter a capacidade de se adaptar rapidamente diante das adversidades. Algumas pessoas lidam melhor com situações estressantes do que outras, principalmente por serem mais resilientes. Essas pessoas prosperam com maior facilidade enquanto outras sucumbem ao redor sob cenários de pressão.

No entanto, a boa notícia é que a resiliência não é uma capacidade fixa e nem uma espécie de dom com o qual um sujeito é abençoado ou não. Na verdade, ela pode ser desenvolvida e o local de trabalho é ideal para as pessoas exercitem sua resiliência.

Invista em treinamentos comportamentais

Um bom profissional é aquele dotado de competências técnicas e que tenha uma maneira equilibrada de se comportar. Esses fatores guiam seu desempenho e atraem resultados expressivos.

Contudo, para alguns conquistarem esse status é necessário fazer alguns ajustes, uma vez que certos elementos da personalidade e da cultura construídos ao longo de sua história divergem do que é esperado pelas organizações. Por isso, investir em treinamentos comportamentais, como os da VitalSmarts, é uma ótima opção.

Busque por mudanças comportamentais

Fazer treinamentos e colocar em prática o que aprendeu é fundamental. Uma mudança comportamental genuína tem algumas fases, conhecê-las e se apoderar delas pode fazer com que qualquer pessoa seja capaz de resolver problemas e iniciar uma vida com hábitos mais saudáveis.

O primeiro passo é reconhecer que determinado modo de agir traz prejuízos para si e/ou para quem está ao seu redor. A partir desse momento, deve-se buscar formas de solucionar a questão, mantendo-se sempre alerta para que o novo comportamento seja fixado.

É importante ter sempre em mente que a estafa traz impactos negativos para indivíduos, prejudicando no trabalho e na vida pessoal. Pessoas que sofrem com esse mal podem apresentar distúrbios gástricos, de sono, hipertensão, fadiga, depressão, síndrome do pânico, problemas cardíacos, e muitas outras patologias.

Dentro das organizações, o reflexo disso se apresenta na diminuição da produtividade, no aumento do absenteísmo, na perda de oportunidades, aumento de erros e acidentes no trabalho e até mesmo em um maior índice de turnover. Saber como manter a calma em situações de estresse pode evitar todos esses males e trazer mais qualidade para sua vida pessoal e profissional.

Agora que você já sabe como combater o estresse, que tal receber os nossos melhores conteúdos em primeira mão? Para isso, basta seguir as nossas redes sociais — Instagram, Facebook, YouTube e LinkedIn.