6 indicadores de cultura organizacional que você precisa medir!

Se você trabalha na área de RH, sabe que é muito importante dar uma atenção extra ao desenvolvimento dos colaboradores, bem como a sua relação com a empresa, certo? Por isso, conhecer a fundo os indicadores de cultura organizacional — que, inclusive, é fundamental para o sucesso de qualquer empreendimento — pode fazer toda a diferença no seu trabalho.

A cultura organizacional de uma empresa é, de um modo geral, o alicerce principal de tudo que será executado dentro das organizações. Indo além, ela influencia a forma como os colaboradores se relacionam entre si, com os parceiros e clientes, além de garantir que as visões e valores do negócio sejam entendidas e seguidas pelos colaboradores.

Pensando em ajudar nos indicadores da sua empresa, separamos alguns pontos importantes que devem ser acompanhados de perto. Confira e boa leitura!

1. Qualidade dos feedbacks

Você sabia que dar e receber feedbacks pode esclarecer muitos assuntos importantes dentro da organização? Esse tipo de estratégia é fundamental para que toda a equipe esteja em sintonia e saiba exatamente por quais caminhos seguir, se os resultados estão positivos, se existem melhorias há serem feitas e, principalmente, se os colaboradores estão satisfeitos.

E tudo isso pode ser construído através de feedbacks constantes, que devem ser feitos sempre que possível ou, ao menos, a cada 6 meses e quando um novo projeto está prestes a acontecer. Lembre-se que um feedback raso, ao não demandar muito de sua atenção, talvez não consiga garantir os resultados esperados.

Quanto mais detalhado for esse momento, melhor. Portanto, estimule os colaboradores a falarem o que acham da empresa, como acreditam que podem melhorar e o que gostariam de ver acontecendo nos próximos meses. Fatores como esses são ótimos para os indicadores de cultura organizacional!

2. Índice de reclamações

Outro fator que pode ajudar bastante na sua análise organizacional são os índices de reclamações. Vale ressaltar que toda empresa precisa contar com uma área dedicada a isso ou, pelo menos, disponibilizar uma plataforma para que todos possam fazer reclamações e aguardar uma resposta quanto ao que está sendo questionado.

Além de ser uma ótima forma de saber onde estão os principais problemas da companhia, as reclamações servem para ajudar no desenvolvimento da empresa como um todo. Muitas vezes, é por meio de situações como essas que a companhia encontra novas soluções.

3. Índice de ações trabalhistas

Eis aqui um assunto delicado, mas que deve estar sempre no seu radar. Quando um colaborador se sente lesado ou realmente descontente com algo ocorrido na empresa, ele pode procurar ajuda externa que envolva seus direitos do trabalho. Se a organização tiver muitas situações como essa, é hora de ligar o alerta e checar o que está acontecendo.

As fatalidades neste tipo de problema estão na imagem que a empresa passará para futuros talentos e, ao mesmo tempo, na mão de obra qualificada que ela já pode estar perdendo. Afinal, se o funcionário demonstra claramente que algo não está bom de outras formas que não pela própria empresa, toda a sua equipe e futuros colaboradores entenderão as dificuldades de relacionamentos presentes em sua cultura organizacional, por exemplo.

Então, nada melhor do que manter as reclamações trabalhistas sempre por perto e acabar com os problemas o mais rápido possível. Detectou onde a falha está acontecendo? Reúna todos os responsáveis e montem uma boa estratégia para consertá-la!

principios-da-influencia

4. Índice de turnover

Nada mais é do que o índice de rotatividade da empresa. Esse é, assim como os demais já citados, um dos mais importantes indicadores de cultura organizacional para sua empresa. Imagine que se a rotatividade estiver em alta, isso é sinal de que os colaboradores não estão satisfeitos com a vida na organização.

E atenção, pois nem sempre os salários são o maior problema. O importante nessa situação é fazer um levantamento das áreas que mais impactam na saída de empregados e reunir lideranças para entender o que está acontecendo. Feito isso, é hora de desenvolver um bom plano para reter talentos e não perdê-los para o mercado.

5. Absenteísmo

É absolutamente normal que os funcionários faltem uma vez ou outra por conta de problemas pessoais ou consultas médicas, por exemplo. Contudo, se isto ocorrer com muita frequência e se os motivos forem parecidos, é melhor ligar um alerta.

O índice de absenteísmo é um dos indicadores de cultura organizacional que ajudará você a detectar os primeiros sinais das condições de trabalho. Às vezes, os colaboradores podem estar tão desgastados com pressão, estresse, relacionamentos conturbados etc., que passam a faltar por qualquer motivo — mais uma vez, atenção para este indicador!

6. Produtividade

Se tem um índices de cultura organizacional que mede bem como anda a empresa, esse é a produtividade. Lembre-se de que se um colaborador produz bastante, geralmente ele está satisfeito com seu trabalho ou tem bons motivos para buscar os melhores resultados.

Então, se a produtividade da companhia estiver em baixa, é o momento de conversar com colaboradores e líderes para identificar os problemas e melhorar a situação para todos. Não se esqueça de que uma empresa com produtividade em baixa tende a perder negócios, clientes e, posteriormente, os próprios profissionais.

Esse índice deve ser medido com maior frequência: Semanalmente, mensalmente, a cada 6 meses e ao final de todo ano. O ideal é que você mantenha um documento com as análises e comparativos de todos os resultados de produtividade já mensurados.

Depois de conhecer melhor alguns indicadores de cultura organizacional mais importantes, ficou mais claro para você como eles podem ajudar na sua empresa? É essencial que essas sugestões sejam consideradas para o bem-estar do negócio, pois, só assim você poderá medir como está a saúde da companhia e conseguir traçar as melhores estratégias para os pontos onde há o que melhorar. Preparado?

Gostou do nosso artigo? Aproveite, continue a leitura e veja 4 perguntas e respostas sobre comportamento organizacional!