4 perguntas e respostas sobre comportamento organizacional

O comportamento organizacional funciona de maneira particular em cada empresa. Ele é composto por aspectos como metodologias, objetivos e crenças que são compartilhadas entre os membros da organização, sejam os funcionários, sejam os gestores.

O ambiente laboral passou por uma série de mudanças resultantes de contribuição da geração Y, que rompeu com a formalidade nas relações. Isso ajudou a construir um clima organizacional mais descontraído e humanizado. Em outras palavras, hoje em dia é o comportamento das pessoas que constrói a ambiente. Neste conteúdo, abordaremos as principais dúvidas sobre o assunto. Continue a leitura para saber mais!

1. O que é comportamento organizacional?

Comportamento organizacional resulta da somatória dos comportamentos de cada profissional que integra a estrutura de uma empresa. Assim, podemos afirmar que a individualidade é uma das categorias de estudo do comportamento organizacional. Com base na ideia de que cada colaborador exerce influência sobre o conjunto, podem ser realizadas análises sobre como eles contribuem para a cultura da empresa.

Neste aspecto, é feito o levantamento de todas as características e fatores que possam contribuir para os comportamentos do indivíduo, assim como para sua produtividade, motivações, habilidades e capacidades profissionais. O estudo individual visa mapear os fatores externos presentes na empresa que influenciam suas ações.

Dessa forma, é possível verificar o que pode ser desenvolvido para gerar um ambiente laboral mais harmonioso e humanizado. Outra vantagem de entender o comportamento individual é a gestão da quantidade e complexidade das responsabilidades delegadas para cada membro da equipe. Desse modo, elas podem ser distribuídas com mais eficiência, levando em conta as capacidades e talentos de cada um.

2. Quais são os níveis de comportamento organizacional?

Com a finalidade de compreender melhor os comportamentos e as suas motivações dentro das organizações, pesquisadores da VItalSmarts o fracionaram em três níveis distintos. A seguir, mostraremos mais detalhes sobre cada um deles.

Individual

É a área de estudo sobre os fundamentos na conduta de cada indivíduo. Abrange as atitudes, valores e percepções de cada colaborador. Além disso, também se dedica ao papel das emoções e da personalidade no comportamento organizacional. A forma como é feito o processo de tomada de decisões e as motivações pessoais também influenciam esse nível.

Social

É o nível em que são ponderados os modelos de comportamento em equipe. Em outras palavras, é onde abordam-se temas pertinentes à tomadas de decisões e à comunicação dos grupos. Essa modalidade também abrange confiança, política, poder, dinâmicas de liderança, resolução de conflitos e sistemas de negociações entre os colaboradores.

Organizacional

É o nível em que o comportamento organizacional é abordado de maneira mais panorâmica, a fim de entender como ele pode ser afetado por variadas dimensões da empresa. Nele, são abordados temas como práticas de recursos humanos e políticas corporativas. O objetivo principal é estudar como tais fatores podem influenciar a cultura organizacional e o comportamento dos colaboradores.

3. Como o comportamento organizacional afeta as relações profissionais?

Pela perspectiva dos relacionamentos profissionais, o comportamento organizacional tem uma função de destaque em todos os espectros em que está inserido. Do ponto de vista individual, é ligado à personalidade e às experiências subjetivas vivenciadas por cada um, com destaque para a percepção, a motivação, o aprendizado e a capacidade de solucionar os principais desafios corporativos.

Já em relação ao âmbito social, podemos afirmar que, quando em grupo, as pessoas desenvolvem uma identidade coletiva que normalmente supera a face individual. Ou seja, existem questões grupais que alteram o comportamento de cada um, criando códigos de conduta ligados a determinados ambientes sociais.

Vale mencionar, ainda, que há o ponto de vista da empresa. Com toda a sua cultura, objetivos e valores, ela molda e é moldada — o modelo de gestão, o sistema hierárquico, os treinamentos e até mesmo a influência de lideranças são afetados pelo pelo comportamento organizacional. Dessa forma, é correto afirmar que ele tem um papel decisivo nas relações profissionais, gerando consequências diretas nos resultados da empresa, como:

  • rotatividade de colaboradores;
  • qualidade do relacionamento entre equipes e líderes;
  • saúde ocupacional;
  • capacidade de inovação;
  • produtividade;
  • criatividade;
  • satisfação pessoal e profissional;
  • qualidade do relacionamento com o cliente.

Todos esses aspectos são desenvolvidos e modificados com base no comportamento organizacional, somado às condições de trabalho oferecidas pela empresa.

principios-da-influencia

4. Por que reforçar a cultura organizacional?

Empresas são compostas por metodologias de trabalho, processos operacionais, equipamentos, capital financeiro e — acima de tudo — pessoas. Os colaboradores são tão ou mais importantes quanto os insumos de produção, produtos ou serviços comercializados. Sem eles, a empresa simplesmente não funciona e, por isso, é imprescindível analisar, estudar e compreender o comportamento organizacional.

Cada colaborador contribui diretamente para que o trabalho seja desenvolvido com sucesso. Como sabemos, o modo de pensar e agir de cada um exerce influência sobre variados fatores. Por exemplo:

  • a motivação;
  • a construção de um ambiente saudável;
  • a qualidade das tarefas realizadas;
  • e a produtividade.

Um profissional com comportamentos inadequados pode gerar resultados menos relevantes ou até mesmo negativos, com grandes impactos no desempenho coletivo. O que queremos dizer é que posturas nocivas costumam aumentar o estresse e afetar a produtividade de todos no trabalho, consequentemente prejudicando os resultados organizacionais como um todo.

Para concluirmos, a competitividade no meio empresarial é cada vez maior e isso não é novidade, concorda? Desta forma, é fundamental ter colaboradores que vistam a camisa da marca e que estejam constantemente engajados. No entanto, para que isso aconteça é necessário que a empresa contribua para melhorar as interações profissionais, por meio de incentivos, treinamentos e a reeducação contínua de seus valores e princípios.

Pesquisas VitalSmarts

Como você pôde conferir, o comportamento organizacional é resultado de um conjunto de fatores. Os aspectos e características pessoais de cada colaborador são fundamentais, já que influenciam a forma como cada membro age e interage com seus colegas de trabalho, clientes e gestores. Entender essa dinâmica é fundamental para garantir um ambiente mais produtivo e humanizado.

Você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Quer entender melhor como podemos ajudar? Então entre em contato conosco para saber mais!